Publicidade

Publicidade

Bell Marques e Cláudia Leitte devem mais de R$ 30 milhões para a União


A crise econômica começou a bater na porta de grandes ídolos da música baiana. Cláudia Leitte, Bell Marques, o bloco Araketu e Ivete Sangalo que o diga. De acordo com uma reportagem feita pelo jornal 'Folha de S.Paulo', um levantamento feito pelo site BuzzFeed Brasil, mostra que diversos artistas da axé music estão inclusos em uma lista de Dívida Ativa na União.

Segundo a publicação, os artistas acumulam débitos de pessoas jurídicas ou físicas com órgãos públicos como o INSS, Ministério do Trabalho ou Receita Federal. Como essa dívida ainda não foi quitada, eles se acabaram se tornando títulos executivos, sujeitos a discussão diante o Judiciário.

Entre os artistas citados, Cláudia Leitte é a primeira na lista com a maior dívida, cerca de R$ 22,5 milhões com as empresas Ciel Empreendimentos Artísticos e 2T´s. Em um comunicado enviado a imprensa, o advogado da loira afirmou que os débitos das empresas já estão sendo discutidos judicialmente. “os débitos fiscais das empresas 2TS e Ciel estão sendo discutidos judicialmente, portanto pendentes de julgamento -o que significa que estamos analisando o parcelamento dos débitos de acordo com o novo Programa de Regularização Tributária”, revelou.

Quem também aparece na lista é Bell Marques, com R$ 11,2 milhões e cinco empresas ligadas ao seu nome. A assessoria do artista afirmou que a situação será regularizadas perante a Justiça. “tais débitos serão objeto de regular parcelamento por meio do Programa de Regularização Tributária", disse.

Ainda no levantamento feito pelo Buzzfeed aparecem Carlinhos Brown com uma divida de R$ 5,1 milhões e 32 autuações do INSS pela empresa Nariz de Borracha, É o Tchan com R$ 4,6 milhões campeã de autuações com 52 notificações pelas empresas É o Tchan Produções e Bicho da Cara Preta, bloco Ara Ketu com dívida de R$ 2,8 milhões, Margareth Menezes com R$ 1 milhão e por fim Ivete Sangalo e Daniela Mercury com R$ 29 mil e R$ 26 mil respectivamente.

Por: Erivaldo Oliveira,  São Gonçalo Alerta

Top da Semana

Notícias