Publicidade

Publicidade

Corpo da subtenente assassinada pelo companheiro é enterrado em Feira


A subtenente da PM Wagna Andrade Soares, de 47 anos, que foi morta a golpes de barra de ferro pelo namorado e encontrada em um matagal na cidade de Conceição da Feira, a cerca de 120 km de Salvador, foi enterrada na tarde deste sábado (1º) sob muita comoção. O sepultamento ocorreu no Cemitério São Jorge, no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, a 100 km de Salvador. relembre

Wagna trabalhava no Colégio da Polícia Militar de Feira de Santana e era querida por muitos alunos. Muitos estudantes compareceram vestidos com a farda da escola para prestar as últimas homenagens.

"Posso dizer que ela foi uma pessoa extraordinária. Era aquela pessoa que, quando ninguém queria estar perto de outras pessoas que eram mais bagunceiras, ela ia lá e acolhia. Era um pessoa que ajudava todo mundo", afirmou a estudante Tamiresd Evangelista.

Crime
Wagna foi achada morta na noite de sexta-feira (31). De acordo com a polícia, um homem que afirmou ser namorado da vítima confessou o crime e foi preso em flagrante. O corpo foi encontrado enrolado em um lençol, na Serra do Tapuma, local de difícil acesso, segundo a 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Feira de Santana).

De acordo com a polícia, as informações iniciais são de que o suspeito, Igor Tosta Lopes, de idade não divulgada, e a vítima discutiram antes do crime. Igor é natural de São Gonçalo dos campos. Ele teria colocado o veículo da policial à venda, o que pode ter motivado a briga, informou a polícia.


A subtenente Wagna desapareceu de Feira de Santana, município vizinho ao que o corpo dela foi encontrado, na manhã de sexta-feira. Ao ser informada por amigos da vítima, a polícia iniciou as investigações e encontrou o carro da PM no estacionamento de um supermercado, perto da rodoviária da cidade.

Os policiais apuraram que um homem havia estacionado o veículo da vítima no local e, com informações de características dele, foram em busca do suspeito. O namorado da PM, Igor, foi localizado em um hotel de Feira de Santana e confessou ter matado a subtenente. Ele indicou a localização do corpo.

Em uma casa em São Gonçalo dos Campos, município vizinho, foram encontrados objetos pessoais da vítima. O suspeito está preso na 1ª Coorpin, em Feira de Santana.


Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte da policial e informou que a subtenente trabalhava no Colégio da Polícia Militar de Feira de Santana. Não há informações sobre o sepultamento da vítima.

Por: Erivaldo Oliveira, São Gonçalo Alerta

Top da Semana

Notícias