Publicidade

Publicidade

Quadrilha é condenada a mais de 160 anos de prisão por chacina no Subúrbio


Foram condenados a mais de 160 anos de prisão quatro homens envolvidos em uma chacina que deixou seis mortos e dois feridos, em 2014, durante uma festa de aniversário, em Salvador.

Em audiência judicial realizada na quinta-feira (9), quase três anos após o crime, eles foram condenados por homicídio qualificado e tentativa de homicídio. A informação foi divulgada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), nesta sexta-feira (10).

Segundo o MP-BA, Daniel Pereira dos Santos, Diego de Souza Gonçalves e José Carlos Ferreira dos Santos foram condenados a 164 anos e 11 meses de reclusão. Já Jean Jorge Gonçalves dos Santos a 163 anos, 4 meses e 8 dias.

Ainda de acordo com órgão, os criminosos devem ser levados para a Penitenciária Lemos de Brito, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, onde cumprirão a pena em regime fechado. Eles já estavam presos desde 2014 e aguardavam o resultado da sentença.

O crime
A chacina aconteceu no dia 9 de agosto de 2014, em uma casa da Rua da Guiné, ligação entre Periperi e Alto de Coutos, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. O grupo invadiu o local e atirou várias vezes nas vítimas que estavam no local. Os disparos atingiram oito pessoas, seis morreram no local e duas ficaram feridas.

Na época, testemunhas contaram que entre mortos estava um homem que passava na rua em uma moto. As informações dão conta de que ele não teria relação com a festa de aniversário ou com as pessoas envolvidas.

A polícia informou ainda que o crime teria sido motivado por vingança. Um dos homens condenados na quinta-feira teria liderado o crime após um ex-comparsa se aliar a traficantes rivais. A polícia informou que o criminoso, que estava preso na época por estupro, homicídio, ocultação de cadáver e associação ao tráfico, teria aproveitado um indulto de Dia dos Pais para invadir a casa.

Por: Erivaldo Oliveira,  São Gonçalo Alerta
Fonte: Bocão News

Top da Semana

Notícias