Publicidade

Publicidade

Polícia ainda não concluiu inquérito que apura duplo assassinato das amigas Daniela e Evilyn


A Polícia Civil de São Gonçalo dos Campos ainda não concluiu o inquerido do duplo assassinato das amigas Daniela Dias Santana, 30, e Evilyn Machado Vasconcelos de Souza, 27. As duas foram assassinadas a golpes de faca no pescoço, e os corpos encontrados na manhã do dia 15 de janeiro deste ano. 

O crime ocorreu na casa de Daniela, na Avenida Hérlio Cardozo. Preso ao pé da jovem foi encontrado um bilhete deixado pelos supostos assassinos. “À família eu peço desculpas, mas ela não quis pagar meu dinheiro, mas tem para festa (sic)". Por conta do conteúdo do bilhete, a polícia investiga se o crime tem ligação com alguma dívida deixada por Daniela ou se a intenção dos supostos criminosos era confundir o real motivo.

De acordo com o delegado Eugenio Rocha, titular da Delegacia Territorial de São Gonçalo, e responsável pelo caso, cerca de 20 pessoas já foram ouvidas em depoimento. Ele explica que as investigações estão em andamento e que ainda aguarda o resultado dos laudos cadavéricos, que seguem em fase de conclusão pela Polícia Técnica.

Para o delegado, a polícia não descarta nenhuma linha de investigação que possa levar ao desfecho dos crimes. Após a conclusão do inquerido toda documentação seguirá para a Justiça.

Por: Erivaldo Oliveira, São Gonçalo Alerta


Top da Semana

Notícias