Publicidade

Publicidade

Morte de suspeito após show do Harmonia foi estopim para execução de seguranças


O assassinato dos três seguranças da festa 'A Melhor Segunda-Feira do Mundo' está relacionada à morte de um homem, identificado como Bolsa, encontrado morto após ser abordado no ensaio da banda Harmonia do Samba na semana passada. Bolsa é suspeito de envolvimento com tráfico de drogas, na quadrilha Comando do Boqueirão, uma ramificação da facção Comando da Paz, liderado por Leandro P, que está preso e mesmo assim ainda comanda o tráfico no Nordeste de Amaralina.


As informações foram confirmadas ao CORREIO por uma fonte da polícia. Geraldo Mota Cunha, Derivaldo Rocha dos Santos e Márcio Rogério Bandeira foram mortos a tiros no estacionamento do Estádio Metropolitano de Pituaçu, no final da tarde desta segunda-feira (6). Pelo menos um deles teria participado da abordagem ao grupo de Bolsa, segundo CORREIO apurou.

No dia do ensaio, na segunda retrasada (30), Bolsa e alguns membros da quadrilha estavam na festa roubando celulares das pessoas. Ao ver a situação, seguranças retiraram o grupo do local e chamaram a polícia. Os integrantes do grupo se identificaram como moradores do Nordeste de Amaralina, e Bolsa afirmou que morava na localidade do Boqueirão, no mesmo bairro. Os policiais, então, o levaram para recolher informações sobre o tráfico de drogas na região, segundo a reportagem apurou.

Bolsa foi encontrado com marcas de espancamento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de São Rafael e morreu no local. Os integrantes da quadrilha teriam ido nesta segunda (6) para vingar a morte dele e, por isso, atacaram os seguranças.

Em nota, a Polícia Militar informou que viaturas da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Imbuí-Boca do Rio) e Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) atuaram"exclusivamente na área externa do Estádio Metropolitano de Pituaçu, quando da realização do Evento Melhor Segunda Feira do Mundo", no dia 30 de janeiro. 

Ainda de acordo com a PM, não houve "solicitação do policiamento empregado com foco no evento para atender a ocorrências de maior vulto, que demandassem a condução de pessoas a uma unidade da Polícia Civil".

Investigação
O CORREIO procurou a 28ª Delegacia (Nordeste de Amaralina) para saber mais informações sobre a morte de Bolsa e se há relação com os assassinatos em Pituaçu, mas a delegada Francineide Moura afirmou que as informações sobre esse caso serão divulgadas apenas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). "O que podemos dizer é que policiais da unidade estão colhendo informações em um trabalho conjunto com o DHPP", declarou Francineide Moura. 

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que policiais do DHPP já estão coletando depoimentos de testemunhas. “Temos duas linhas de investigação sendo analisadas e logo apresentaremos os autores destes crimes”, informou o diretor do departamento, delegado José Bezerra Júnior.

O caso está sendo acompanhado pelo titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), Odair Carneiro. A polícia informou que qualquer informação sobre os autores do triplo homicídio deve ser repassada por meio do Disque Denúncia da SSP - telefone 3235-0000 -, com anonimato garantido.

A edição desta segunda da 'Melhor Segunda-Feira' foi cancelada pela produção do evento, horas após o crime. Pelas redes sociais, o cantor Xanddy, líder do Harmonia do Samba, e artistas convidados para participar da festa, lamentaram o ocorrido em um vídeo.

Por: Erivaldo Oliveira,  São Gonçalo Alerta
Fonte: Correio24horas

Top da Semana

Notícias