Publicidade

Publicidade

Cancelamentos ou bloqueios do Bolsa Família em São Gonçalo podem chegar a 1.000


A previsão é que desta vez chegue há quase mil, o número de cancelamentos ou bloqueios de benefícios do Programa Bolsa Família, em São Gonçalo dos Campos.

A alarmante estimativa é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, após a operação pente-fino realizada pelo Governo Federal, que a partir de um grande cruzamento de dados de beneficiários do programa em todo o país, já resultou no cancelamento de 469 mil contratos por subdeclaração de renda, e por suspeita do mesmo motivo, outros 654 mil tiveram o benefício bloqueado. Ao todo foram encontradas 1,1 milhão de irregularidades.

Em junho, São Gonçalo dos Campos possuía uma média de 3 mil beneficiários do Bolsa Família. Destes, já foram comprovados o cancelamento ou suspensão de cerca de 450 contratos.

A pedido do Ministério Público/BA, funcionários da secretaria municipal realizam uma revisão mais detalhada no cadastro de cerca 300 beneficiários do programa. Motivo que ainda não permite o fechamento dos números exatos de benefícios suspensos ou cancelados no município. 

Os funcionários do setor não estão autorizados a fornecerem detalhes que levaram a essa “investigação”, e quais os presentes resultados.

O Bolsa Família é voltado para famílias em extrema pobreza, com renda per capita mensal de até R$ 85,00, e para famílias pobres, com renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170,00.

O cancelamento do benefício foi determinado para famílias que, segundo o pente-fino, têm renda per capta acima de R$ 440. Já o bloqueio foi aplicado nos casos em que o ministério verificou renda familiar per capita entre R$ 170 e R$ 440.

Por: Erivaldo Oliveira, São Gonçalo Alerta

Top da Semana

Notícias