Publicidade

Publicidade

Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Temer assume


Senadores decidiram, nesta quarta (31), pelo afastamento definitivo da petista da Presidência da República. Foram 61 votos a favor do impeachment, contra 20. Para ela ser afastada era necessário 54 votos a favor. 

Conduzido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, o julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff começou na quinta-feira, 25, com o depoimento de testemunhas. 

Nesta segunda, 29, ela foi pessoalmente ao Senado apresentar sua própria defesa. A fase de depoimentos de testemunhas foi encerrada no sábado, 27. 

Diferentemente das duas primeiras sessões do impeachment, quando houve muita confusão e bate-boca entre senadores, os últimos depoimentos de testemunhas foram marcados por um clima ameno.

Em outra votação, o Senado recusou inabilitação de Dilma para função pública por 8 anos. 

Por: Erivaldo Oliveira,  São Gonçalo Alerta
Fonte: O Estadão

Top da Semana

Notícias