Publicidade

Publicidade

Mãe encomenda morte do filho de sete anos e promete sexo como pagamento ao assassino


Uma mulher é acusada de mandar matar do próprio filho. O crime aconteceu no município de Camaçari, região metropolitana de Salvador, na Bahia. A revelação veio à tona após a prisão de José Nilton, acusado de ser o executor do crime. Segundo a delegada Maria Tereza, o homem confessou o assassinato e disse que o homicídio foi encomendado por Alessandra após o menino ouvir uma conversa entre eles sobre um roubo a banco.

Carlos Henrique Maia Moura Santos, de sete anos, foi encontrado morto, em janeiro de 2015, em um córrego. Mais de um ano e meio após um crime, a reviravolta no caso revoltou a população do município.


Nilton disse que a mulher teria prometido para ele uma noite de amor para que executasse o crime, tramado dois dias antes do homicídio. O homem revelou que a noite nunca aconteceu e Alessandra falou que se ele continuasse insistindo iria contar para o marido. “Disse que se eu continuasse insistindo, ia mandar ele me matar”, afirmou.

O menino morava com a avó paterna e passava fins de semana, feriados e férias na casa da mãe. Ele sumiu no dia 7 de janeiro de 2015 quando brincava com amigos na rua. Dois dias após o desaparecimento, a criança foi encontrada boiando em um córrego na localidade conhecida como Pinho e apresentava marcas na cabeça e diversos arranhões pelo corpo.

Inicialmente, o padrasto do menino foi preso como principal suspeito do crime, mas depois foi liberado. No dia 10 deste mês, José Nilton foi preso com drogas e autuado em flagrante. Na delegacia, confessou o crime e contou que a mãe era a mandante do homicídio.

Por: Erivaldo Oliveira,  São Gonçalo Alerta

Top da Semana

Notícias